terça-feira, 21 de junho de 2011

Eu não vou,

Deixar amigos, amores, sonhos, verdades, mentiras, entendimentos, desentendimentos, bagunças, eternidades, vidas e escovas. Cansei de julgamentos, de palavras. Cansei de conceito e finalidades. Cansei disso. Essa pequenez, falta de olhar altivo sobre situações e pessoas. Cansei. Não faço mais questão de correr sempre atrás. Não faço questão de ter ao meu lado quem não quer as pessoas que eu amo ao seu lado. De todas as formas. Cansei de mim, de brigar, de ter que pensar nessa situação de forma ampla, não me enganar, ter pelo menos uma certeza. Uma. Me bastava, mas todos só atacam, só me repelem, me fazem esquecer e entristecer.
Não façam dessa forma. Não me digam o que é certo, eu quero errar, quero ser, quero viver de forma inadequada. É assim que me enquadro, me encaixo, me sinto dentro do negócio, da passagem.
Não me façam escolher, não me façam lembrar, muito menos esquecer...de tudo possível...