sábado, 2 de julho de 2011

إلى جانب لي هناك هو أنت

Eu aqui sentada, só pensando. Cansada de falar de coisas que só eu entendo, que só eu consigo. Tenho uma formatura, nenhuma gravata para usar, não uso gravatas. Mas escuto músicas novas, modernas e estranho demais. Não sofro mais em silêncio, não uso gírias antiquadas, não tusso minha falta de elegância na cara das pessoas, não engraxo meus sapatos muito menos passo minhas roupas, logo eu que nem sequer penteio o cabelo. Nada contra quem os faz, mas longe de mim com seus falsos moralismos e suas intransigentes exclamações sobre a vida. Silêncios desta vez na minha casa, na minha cara, e depois fazemos barulho, bagunça, e o brilho dos meus olhos festejam, crescem e fazem escândalo dentro da minha cabeça, dentro da minha vida.
Agora ouço coisas e me sinto bem. Quero só ver quando essa alegria extraordinária passar, se eu vou chorar...não sei, espero que sim. Eu gosto de chorar, de ter certeza do que sinto. De ter o que sentir. E refletir sem pesar demais, sem me pesar e me pentear. Agora só o que peço é tempo, pra fazer tudo o que eu quero fazer. Com você, sem você, comigo mesma, com eles também, com todos aqueles outros que prometi e quem eu não via há tempos. Eu só queria entender por quê meus títulos não tem a ver com os textos, nisso eu nunca tinha pensado. Por isso esse texto terá um nome diferente. Experimente o Google Tradutor =)
Inventei teorias nesses últimos dias também. Mas foram tão fracassadas quanto eu tentando tocar gaita depois de andar de bicicleta. Seria desastroso. Desenhei uma caveira tentando parecer rockeira, mas eu não sou rockeira e o desenho ficou horrível. Toquei Devendra, mas Devendra não dizia tudo pra mim, fui tocar clássico então toquei. E retoquei. Assisti um filme longo e me decepcionei. Gostei da geleia de amora e da maçã. Gostei do vestido dela, dos sapatos não. Gostei dos olhos dele e do cabelo também. Gostei de ver que eles gostaram de mim, assim como eu adorei eles. Sucessão de acontecimentos, tudo em seu tempo. Já faz 4 horas que estou digitando este post, e jurando apagá-lo depois que o julgar terminado. Mas nunca estará completo.
Olha lá no título o vídeo que eu gostei...