quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Caminhando e cantando...

Eu sempre quis ter alguma importância pra sociedade, ser um pouco mais útil do que o normal... Me apavorava a ideia de um dia ser alguém que ninguém conhece... entende? Não é poder, não é prestígio, não é nada disso, eu só quero poder realizar grandes coisas, e fazer as pessoas se orgulharem, ou só fazê-las felizes mesmo. Acho tão legal quem tem voz ativa, e faz as coisas acontecerem. Acho lindo.
Esse mês eu tava com algumas coisas em mente, depois que participamos da campanha de doação de sangue eu me animei muito!! É só começar, que as outras coisas surgem à mente. Esses dias atrás o Igor me perguntou se eu não ajudaria ele com alguns projetos futuros, mas futuros meeeeesmo...tipo daqui uns 15 anos, eu disse à ele que SEM DÚVIDAS, podia contar com a minha força de vontade pra tudo. Eu adoro poder fazer as coisas.
 Mesmo que no final eu tenha ficado exausta e queimada de sol.

Foi tão bom ajudar na projeto Pró-Vida, eu não imaginava que fazer esse tipo de coisa dá tanta satisfação. Não é só pelos outros, eu confesso que é por mim também, me sentir bem e fazer coisas novas, sempre renovando ares.
Acho que essas coisas ajudam na nossa formação moral, melhora nosso caráter, pode ser que sim, ou pode ser que não, depende né.
Primeiro falamos da doação de córneas e sua importância, depois foi a doação de sangue de [PCT] (risos- é PTC ok? ), agora fora da escola, vou focar na campanha de prevenção do câncer de
mama e colo do útero, é o OUTUBRO ROSA,
achei lindo. E convido de bom grado à todos se possível for, dia 22 agora a caminhada em prol à esse fim. To me achando A divulgadora... Mas era isso que eu queria falar, mesmo que não nos escutem, que virem a cara (e eu sei como é isso, a educação das pessoas elas deixam em casa, não sabia que era tão complicado ter credibilidade), mesmo que ninguém queira nos ouvir...desde que seja de coração e façamos bem, vai dar tudo certo no final!
Sem falar nos amigo novos e pessoas que conheci... aí eu iria passar a vida falando, e esse assunto já se estendeu bastante (é que eu ainda estou muito deslumbrada).