sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

L'Ilusionist

A animação narra a comovente estória de um mágico tradicional francês que luta para continuar sua carreira, apesar da acirrada competição de números modernos, como bandas de rock, tomando de assalto os palcos do país. A procura de trabalho leva o velho mágico até a Escócia, onde conhece Alice, uma menina empregada de uma estalagem. A partir daí, os dois se tornam inseparáveis, com Tatischeff tornando-se um verdadeiro pai para a menina e Alice transformando-se, de uma tímida e mal ajambrada menina, em uma bela mulher louca para descobrir o mundo.
Essa relação paternal é lindamente demonstrada no desenho, com o mágico se desdobrando em diversos empregos somente para ser capaz para comprar pequenos presentes para Alice, que se deslumbra com cada um. Em determinado momento, fica até a impressão que a garota nada mais quer com seu pai postiço mas não é bem essa a verdade, o que fica claro no poético final.
A animação é linda, semelhante até certo ponto com As Bicicletas de Belleville, mas como menos "poluição visual" e mais foco na dupla de protagonistas. Diferente das Bicicletas, a música não é tão destacada, sendo, na verdade, bem discreta sempre com pianos ou até músicas escocesas, já que uma parte do filme se passa por lá. 

Essa animação está concorrendo ao Oscar junto com Toy Story 3 e Como Treinar Seu Dragão. Eu acho que merecia ganhar, apesar de não ser um desenho pra crianças, pesado de observação profunda e mensagem difícil de captar, é um lindo desenho.