sábado, 14 de janeiro de 2012

Sexta-feira 13? Lua cheia?




Droga, sempre perco os acontecimentos importantes. Queria ter feito algo especial, sei lá do tipo Bruxas de Bler, gravar um vídeo sinistro, coisas do gênero. Ao invés disso tive um dia normal, com pessoas 'normais', acontecimentos normais.... Não, eu cortei o dedo, isso não é tãaaao fora do comum, mas... Bem, pra quem tem um gato preto em casa sexta-feira 13 é fichinha.
Eu já tentei ler alguns livros de terror, o mais perto que eu cheguei disso foi em "O Retrato de Dorian Gray" de Oscar Wilde, que li quando tinha 13 anos e fiquei tão impressionada com o sexo explícito (bem dramático e contado de forma bem chata, pra ninguém entender nada, mas eu ficava tentando 'adivinhar' e imaginar as cenas- risos ), os assassinatos, as questões psicológicas e representações da vida, me fizeram agir de forma despudorada por um certo tempo. Mas só porque eu não tinha entendido nada do que o livro falava, e tinha achado tudo maravilhoso.
Depois com 15 anos, em janeiro baixei o livro e re-li. Não entendi nada de novo- risos, é mentira dessa vez eu captei a mensagem. Tratava-se de um jovem com medo de envelhecer e perder sua beleza, ele entrega sua alma e em troca disso vive jovem e lindo maravilhoso pra sempre, vendo seus entes morrerem e envelhecerem.
É um bom livro para se ler quando está em clima de terror, eu fiquei bem paranoica, olhando os meus quandros, sem nem ao menos desenhar rostos por um bom tempo. Alguns de vocês já devem ter visto, minha frase do perfil do face é um trecho do livro, que me marcou muito em certa fase de 'descobertas'...




“O objetivo da vida é o autodesenvolvimento. Cumprir a própria natureza perfeitamente – essa é a razão por que estamos aqui.” (Oscar Wilde- O Retrato de Dorian Gray)




Aí, é o seguinte eu começo a gostar de uma coisa e logo essa coisa se torna paixão pra todos, inventaram de fazer um flime do livro, o que não me agradou muito. Ok, fomos assistir. Lógico, decepção total o livro SEMPRE será melhor que o filme. Ainda mais esse filme, ficou horrível com esse ator que fez o Príncipe Caspian de Nárnia (lá ele tava maravilhoso e talz, mas de Dorian Gray....ahn...). Seria interessante o Johnny Deep, mas ele já tá velho pra fazer esse papel. Enfim, eu não gostei do filme, deu um 'ar' ruim pro livro, deixou uma história fascinante... simplesmente péssima. Que enfadonho! Se bem que a fotografia, os jogos de cena, as música estavam de cair o queixo, mas não. Não me convenceu. Aquelas que pensam que é crítica de cinema...