sábado, 4 de fevereiro de 2012

Coca-cola 3 reais?

Quando eu era criança, meu pai tinha um bar. Por vezes eu ou a Isadora tínhamos que tomar conta do negócio, pois meu pai tinha que fazer algo dentro de casa, já que minha mãe trabalhava fora o dia todo.
Nesses momentos em que ficávamos tomando conta do bar, histórias não faltam, mas uma em especial me deixou marcada.... Lembrei dela esses dias atrás quando fui comprar alguma coisa pra comer junto do Matheus e de seu irmão Neto, a Coca-Cola do bar custava 5 reais e eu fiquei abismada.
Meu senso de justiça sempre foi meio atravessado, mas nunca deixei de lutar pelo o que eu acreditava, mesmo sendo uma criança! Voltando ao foco original da narrativa, era uma tarde comum, estávamos cuidando do estabelecimento sem muitas novidades, se não me engano era horário de almoço. Quando chegava alguém, caso fosse pra vender algum doce, refrigerante... aí tudo bem, mas caso fossem os véi bêbados que iam encher a cara tínhamos que chamar o pai, apesar da gente já saber de cor e salteado como se faziam as doses de 51 com groselha e aonde ficavam as cervejas no freezer.
Um freguês entrou no bar, eu fui atônita (mas feliz) pra atendê-lo, não lembro se era o David ou o irmão dele, mas sei que era um dos nossos vizinhos. Ele me pediu uma Coca, na hora de cobrar a Isadora tinha me dito que era 3 reais. Eu quase desmaiei, mas como assim? Uma Coca-cola 3 reaaaaaaais? É feita de ouro? Para, não pode ser tudo isso!! Esse preço está errado.
É eu sei que você deve estar pensando: mas não é você que vai ganhar o dinheiro? Então não tem que cobrar o preço certo e ficar quieta? Eu sei que deveria ser assim, mas eu devia ter lá pelos meus 6 anos e meio, já sabia ler escrever e fazer contas, era sim muito precoce, mas também tinha minha voz ativa desde então!
A Isadora foi até meu pai pra perguntar se o preço cobrado estava correto. E, óbvio, estava. E pra completar quando devolvemos o troco para o freguês eu ainda falei: nossa, é caro né?
Depois só vi meu pai chegando perto, rindo da minha cara de absurdo fiscal do governo. Sempre muito paciente com essas coisas, ele me explicou o que eu deveria fazer desde então e parar de questionar essas coisas. Eu entendi, mas ainda assim acho 3 reais uma Coca-Cola muito caro, quem dirá 5!!