domingo, 19 de fevereiro de 2012


"O Arlequim saciando-se ao beijo da bela Colombina, e o pobre Pierrot, no retiro de seu espírito, lamentando não ser o cativo dos abraços da bela. Lamentando não ser o jovem que enlaça os sonhos e saboreia dos lábios da pequena dama, tão frágil que parecia ser quebrável aos olhos alheios. 
Colombina era moça donzela. E enamorada por dois ao mesmo tempo, sentia seu coraçãozinho inocente palpitando de emoção quando via seu amado Arlequim aproximar-se. Sempre com seus agrados. Seus galanteios e palavras doces. Era recíproco... mas pobre de Pierrot, que foi se apaixonar pela dama que já estava enlaçada por outro coração. Pobre daquele Pierrot, que não podia gritar sua paixão. Não podia. Pobre Pierrot."