segunda-feira, 26 de março de 2012

Assim, visível

Talvez você não tenha as mesmas manias que eu. Os famosos cacoetes, aquelas coisas que fazemos inconscientemente. Talvez você não tenha o hábito de se atropelar com as palavras, esticar os músculos da boca quando deseja mostrar-se erudito, gaguejar quando embaraçado, rir quando está triste ou nervoso, repuxar os tendões do pescoço quando tenso, tossir quando o silêncio de uma assembleia é exigido, ter comichões pelo corpo quando precisa ficar parado em algum lugar e, por fim, o terrível hábito de estalar os dedos quando não souber o que fazer com as mãos, ou com as pessoas, já virou marca minha de ansiedade, receio e falta de ideias. O que dizer? O que fazer? Está na hora? Devo eu rir? Chorar? Ou simplesmente assistir a novela? Tomar água?