domingo, 25 de março de 2012

En la España, los niños no baten bien

Sou idiota quando fico feliz. Não que eu fique idiota, mas é que eu aproveito os minutos de felicidade. Alguns não compreendem, e veem isso como um problema. Ninguém nunca está feliz por mim, mesmo eu estando feliz do meu jeito. Ninguém fica louco comigo, pois sozinho é complicado. Apenas sabem julgar. Mas creio que loucos, sejam aqueles que não aproveitam a felicidade devidamente alegre. 
Mas se quiser me entender, escuta... Coloca o ouvido mais pertinho pra entender que o que eu digo nem sempre é tão maluco. Nem sempre faz pouco sentido. Eu também posso dizer coisas condizentes e verdadeiras.
Escuta, só digo uma vez cada coisa, só não me repito, pois esqueço até o que almocei ontem. Escuta meu coração, bate tão forte quando em apuros. Veja minhas pupilas dilatando-se quando vejo...
Veja, não é tão complicado de entender. Eu só quero alguma coisa diferente, eu só quero algum tipo de amor incondicional. Na verdade, eu nem sei o que quero só sei o que eu não quero e pronto...