quinta-feira, 29 de março de 2012

Estudando a mente do inimigo

Quem vê pensa que sou uma falsidade em pessoa. Eu posso até rir, fazer piadinhas e comentários maldosos, mas nunca desejo o mal. Não mesmo. Em algumas coisas eu tenho um pouco de maturidade. Sei que isso logo vai se tornar mais uma história.
Eu só preciso aprender a parar de gastar saliva com isso. É enfadonho falar sempre das mesmas pessoas chatas e purgantes que passam por nossas vidas.
Vou dormir agora, porque já estou começando a ficar brega antes mesmo do trote de amanhã começar. Brega e polêmica! Boa noite.
Acho que foram os novos fones de ouvido que comprei, me trouxe uma fresta de inspiração.

Escuta essa agora:


"ai, ui, ai, ui, aaaai..."
 (você vai reconhecer essa parte na música!)