domingo, 11 de março de 2012

Mafaldinha

O ruim de ser criança, é que contamos a nossa vida em um piscar de olhos. Sem nem querer magoar a nós mesmos, o mundo faz isso.
Faz com que cada dia que vamos nos deitar seja menos glorioso, muito penoso e definitivamente sem graça. Minha melhor companhia tem sido agora a de uma gata, que nem faz questão de mim mas precisa de mim para sobreviver. É assim que me sinto. Não faço questão nenhuma, mas preciso tanto pra viver...
Parece uma eternidade. Alojado dentro de mim, isso me faz desvanecer cada dia sem rumo à qualquer lugar. Não quero festas, não quero mais amigos, não quero inspirações, não quero histórias...eu sei exatamente o que eu quero. Mas não vou atras disso.
Eu ainda nem descobri se crescemos mais do umbigo pra cima, ou do umbigo para baixo mas sempre vem um materialista sarcástico disposto a estragar minha fantasia porque com essa vida moderna, as brincadeiras duram cada vez menos. Mas aprendi que o amor é feito de liberdade. É como ter, todos os dias muitas outras opções e ainda assim fazer a mesma livre escolha.
Boa noite mundo, até amanhã. Mas fique alerta, ainda há muitos irresponsáveis despertos.