quarta-feira, 21 de março de 2012

Minha irmã!

Hoje é o aniversário de uma das pessoas que mais influenciaram na minha vida nos últimos 3 anos. Acho que a parte mais importante da minha formação moral foi dos 14 aos 17 (ainda está sendo) anos, e ela estava lá, ainda está na verdade, sempre que eu preciso. Sempre que eu quero ou peço. Ela não está todos os dias exatamente na minha vida, mas está nos momentos importantes (negativos e positivos).
Agora, Carol, você está completando seus gloriosos 17 anos e como está seu semblante ao saber disso? Como está seu semblante ultimamente? Sinto necessidade de te abraçar todos os dias, ouvir suas gargalhadas debochadas e responder se seu cabelo está ou não no lugar certo. Aonde deve estar! (na cabeça, óbvio).
Só queria desejar felicidades de uma forma diferente, dizer e deixar claro o quanto eu amo você, o quanto eu te considero importante pra mim, o quanto eu quero que você seja feliz e tenha um futuro brilhante! Não vou encher de redondilhas meu texto, porque fico até me sentindo pressionada pelo seu lindo e bem elaborado vocabulário. Me contento com as palavras simples, como eu e você. Nossa amizade e nossa irmandade desde o primeiro ano.
Várias coisas aconteceram para nosso sutil afastamento, mas muitos desastres seriam necessários para destruir o que construímos durante esses poucos anos. Mas pode deixar agora Carol, eu aprendi a avaliar o caráter das pessoas, aprendi a não chorar toda vez que o sapato apertar e que a maré ruim bater. Aprendi a superar medos e traumas dentro de mim, tudo com você. Com suas palavras tão doces e confiáveis quando eu necessitava. Por que você sempre tem que dizer algo legal? Sempre tem que ser tão solícita?
Eu amo isso em você. É íntegro de você.
Parabéns pelo seu aniversário e que muitos outros venham pra eu continuar te infernizando, te apertando e dizendo que te amo sempre que eu posso (e lembro-risos).
Só isso.

Essa foto é horrível, mas é a melhor de nós duas.