quarta-feira, 2 de maio de 2012

Boa noite

Agora que eu tomei um analgésico pra essa dor de cabeça, digo-vos-lhe que nada vai bem.
Não quero antecipar sofrimentos, mas sabe aquela preguiça?...Preguiça ideológica de viver. Não to afim de stress, nem de discussões, a última coisa que eu preciso é de aborrecimentos. Quanto mais encavalados os meus dentes vão ficando, menores as minhas unhas vão se tornando.
Hoje foi um dia que, sinceramente, foi exaustivo emocionalmente. Meus nervos estão corroídos de ansiedade, medo, pavor e muitas outras coisas. Tenho buscado tanto a força de Deus e da fé, tenho encontrado a força que preciso, mas eu preciso é de paz. Você também precisa. Está cansada, é quem mais está exausta com tudo isso.
Escola ultimamente tem sido como um ninho de sofrimento, não quero ir pra lá amanhã, não to afim de estudar essa semana, minha cabeça vai à mil e vai mesmo. Então, me poupe pois só tenho cabeça pra uma coisa, uma pessoa.
É engraçado pois, quando durmo com você eu fico mais tranquila, apesar de você roncar tanto. Vou misturando. Estamos tão acostumadas já que parece encaixe. Acho que essa linha de vida tem um por quê, e já falamos tanto de porquês...falamos de nossos pais, da sua saúde, da paciência e da famosa preguiça ideológica. Vou afundar no travesseiro agora.