domingo, 24 de junho de 2012

O benefício da dúvida




Não é simplesmente questionar, 
é também ter direito à resposta 
eu não ganhei essa aposta
Não olhe nos meus olhos tímidos
Não olhe pra não me perder 
Não olhe em minha boca semi-serrada, 
e em minhas vontades de te conhecer 
Não olhe minhas vinte mil personalidades, 
nem em meu único caráter 
Não deixe que eu me vá,
 nem que eu venha 
Não me deixe simplesmente 
Não quero seus pesadelos, 
quero seus sonhos 
e seus maiores devaneios... 
Preciso repetir? 
Preciso reafirmar que sem você, 
não há mais vento, nem céu... 
E nem mar? 
Preciso mesmo dizer? 
Que de todas as pessoas do mundo, 
a única capaz de me fazer estremecer 
é aquela que nem pra mim olha? 
Preciso realmente dizer? 
Que toda e qualquer vontade sua
desejo meu é solucionar 
... O benefício da duvida...
É duvidar.