segunda-feira, 30 de julho de 2012

Esse mundo...

Minha melhor cara de filósofa 


É de fato, deveras como profetizou Cartola que Deus o tenha agora em sua companhia, um grandioso moinho. Que irá triturar esses meus poucos sonhos tão mesquinhos e reduzir minhas ilusões à pó. E olha só, eu que tão nova sou, mal comecei a conhecer a vida e já anuncio minha hora de partida sem nem ao menos saber realmente o rumo que irei tomar. Eu não estou tão resolvida assim, e sei que em cada esquina encontrarei um novo caminho e logo não serei essa que hoje me encontro. Tudo isso porque cavei meu próprio abismo, e herdei de meus amores todo esse cinismo, e... Agora que pude notar esse tal abismo cavei com meus próprios pés. Obrigada pela poesia. Sei que não adianta nada tentar falar como eu quero as coisas que sinto, ninguém vai entender nada. Mas eu posso escrever em forma de rimas, de poemas e afins. Eu só quero que me ouçam, não precisa me julgar nem dar suas opiniões sobre minha vida.


(já postei esse vídeo, mas essa música é 
linda e o Ney é o melhor intérprete dela)