terça-feira, 31 de julho de 2012

Tá fazendo frio neste lugar... Onde eu já não caibo mais. Já não caibo mais... Onde eu já não caibo mais e já não caibo em mim. Mas se eu já me perdi, como vou me perder? Se eu já me perdi, quando eu perdi você... E eu já nem caibo mais, eu nunca coube. Eu já não caibo mais e nem caibo em mim. Esse meu ciúme descabido que me faz explodir dentro de mim, me faz morrer e parar pra pensar que essa sensação de posse é desnecessária, porque eu temo em perder algo que não é, nem nunca foi meu. Só meu. Pra EU cuidar sempre. Mas eu não caibo mais mais, nem em mim.