quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Não entendi nada




Se hoje o dia passar mais devagar e, de vez em quando, sentir um frio na barriga, não tente eliminar isso de você. Pode ser algo novo. Bom. Talvez. Se você olhar os reflexos de si mesma na rua e não enxergar nada, só o vazio entre sua alma e a escuridão, ore pra sua entidade espiritual, seja ela qual for. Siga os passos de seus sábios preferidos, entenda a filosofia vivida e não somente a contada. Cantada.
Se sentir vontade de repetir, fazer de novo, faça. Peça. Arranque. Mas faça.
Se sentir a falta que a falta faz, ouça Los Hermanos e chore arrependida. Chore pra esquecer, de tanto tentar esquecer não vai parar de lembrar. Lembre. Não, deixe, sumir... Zunir...
Ouço passos. É hora de secar as lágrimas e voltar ao trabalho.