segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Nunca me senti tão humana. Tão desvendada. Não sei se sorrio ou se choro. Acho que mereço os dois.