sábado, 29 de setembro de 2012

Porque eu...


Não sei ser metade das coisas, metade dos sorrisos que eu tenho que dar, metade dos sonhos que tenho pra sonhar. E não sei te dar só metade de mim, nem só um pouquinho. Tenho que te entregar tudo de uma vez, pra que aos pouquinhos você me ame muito mais. Muito mais do que só a metade do brilho do meu olhar, só metade de todo o futuro, só metade de todas as músicas que cabem eu e você.