terça-feira, 30 de outubro de 2012

"Dê à Cesar, o que é de Cesar"

Cena do filme Ben Hur



"Quando Júlio César voltava vitorioso de sua batalhas e desfilava em triunfo pelas ruas de Roma, em sua biga ia um escravo encarregado de cuidar de sua coroa de louros e repetir em seu ouvido: “sic transit gloria mundi” que significa “a glória do mundo é transitória” e também lhe dizia “César, lembra-te que és mortal”, para atenuar os riscos do orgulho e da prepotência, males a que todos estão sujeitos, principalmente aqueles que ocupam lugares de autoridade".
(Uatá Lima)