sábado, 13 de julho de 2013

O anjo disse a verdade


"Certa vez ouvi uma voz melodiosa, fechei meus olhos e abri meus ouvidos para prestar mais atenção. Após ouvir o que aquela voz dizia, abri meus olhos e mirei ao redor procurando de onde vinha e a razão de eu ser a única pessoa que parou para ouvir. Senti uma brisa fria que me arrepiou, uma sensação quase que nostálgica... percebi que não seria possível ver ou tocar, mas me contentava com a lembrança daquela voz. Era uma oração, uma oração de criança que pedia pelo futuro do mundo. Pedindo pela tolerância e pela não violência, pedindo pelos que sofrem e àqueles que não sofrem, que olhem pelos que estão mal. Uma criança muito inteligente que pedia, não pedia para um Deus ou coisa do tipo, apenas falava, conversava consigo mesmo, apenas se ouvindo e positivando aquilo que pensava. De forma pura e verdadeira. Era ele, o anjo."
Desenho feito com lapiseira 0.7 e lápis HB Ecole, no papel canson. Acabei hoje.