quinta-feira, 31 de outubro de 2013

O dia de todos os santos

Ela olhava para trás, para os lados, para frente com medo de ser seguida. Essa ideia de sair à noite não foi muito boa, sentia um medo pungente no âmago de seu ser. Ela corria...
Às 16h daquele mesmo dia, tempo nublado, sono, solidão. Era o aniversário dela e ela estava sozinha, mais um ano. Sabia que não poderia sair às ruas naquela hora do dia, não poderia arriscar ser vista pelas pessoas da cidade, não poderia arriscar sua pele em uma aventura. Mas ela se lembrou! Se lembrou que era Halloween e poderia se disfarçar, assim ninguém a reconheceria e não achariam estranho ela estar ali, na rua. 
Mas quando saiu, sentiu medo. Via as pessoas brincando de "Trick-or-treat" e se sentia tão sozinha. Gostaria de poder voltar, e rir, e brincar, comer aqueles doces, gostaria...
Mas era tarde demais...